imperdível essa.

l_8b6484afd1bf4452879db58749757a1e

o MC Simpson, desponta como um dos nomes mais fortes da atual cena Hip Hop de Minas Gerais. Mestre de cerimônias (MC) nato, o cara destaca-se tanto escrevendo letras, que transitam por assuntos diversos (Cultural Imortal… traz faixas que vão do bom humor ao evangelho), como produzindo rimas improvisadas. A capacidade de criar versos espontâneos, aliás, é uma das principais características deste belo-horizontino local da Vila São José, bairro situado na zona noroeste da capital mineira. Em meados de 2005, ao lado de outros MC’s, Simpson fez parte das rodas de improviso que rolavam aos domingos na Praça Sete de Setembro, no centro da cidade. Quando o assunto em pauta são as rodas de Freestyle, os encontros da Praça 7 foram vanguardistas em BH. Ali despontaram vários rimadores que atualmente fazem história pelas ruas da metrópole. Dentre eles, Nil Rec, Vuks, Demoro, Monge, PDR etc. Inspirado pelos amigos, bem como pelo talento e musicalidade de artistas e MC’s que ouvia desde a infância, Simpson desenvolveu atributos bastante peculiares com o microfone nas mãos. Quem já teve a oportunidade de vê-lo versando, seja por diversão, nos shows, ou no colar de uma batalha, sabe do que se trata. Numa combinação única de agressividade, destreza, criatividade e humor, o rapaz já deu trabalho pra muita gente nos palcos da vida. Vencedor de algumas das edições mais bacanas do Duelo de MC’s (projeto que reúne os 4 elementos do Hip Hop nas noites de sexta-feira em Belo Horizonte desde 2007), o MC protagonizou embates inesquecíveis (é indispensável conferir os vídeos das batalhas no http://www.youtube.com/familiaderua) debaixo do Viaduto Santa Tereza, quartel general da cultura underground de BH. Mas o principal fruto de sua porção improvisador, Simpson colheu em 2007, quando venceu a edição nacional da Liga dos MC’s. Naquele ano, o projeto nascido no boêmio bairro da Lapa, no Rio, aconteceu em formato mais abrangente, com a participação de MC’s de cinco estados brasileiros – Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Pernambuco. Após ganhar a etapa local, Simpson desembarcou na capital fluminense, mostrou o que sabe fazer e tornou-se, em 13 de dezembro (numa noite de quinta-feira), campeão brasileiro de Freestyle. A conquista o tornou figura carimbada Brasil a fora, abrindo-lhe portas que extrapolam as fronteiras regionais.

Pra saber mais acesse:

http://www.simpson21.blogspot.com

http://www.myspace.com/simpsonsouza

 

Cultura imortal suburbana. Primeira produção do mc. 13 faixas sobre amor, familia, ruas, beaga, hip hop, cotidiano e simplicidade. Beats secos, samplers bem usados e até uma base da musica de abertura de Chaves rola. Grande mc de beagá.

 

download aqui